O Estágio Interdisciplinar de Vivência – EIV é uma construção do Movimento Estudantil em parceria com Movimentos Sociais do campo. O principal objetivo do EIV é o estudo da realidade sob uma perspectiva de questionamento e crítica, com o intuito de estimular os estudantes a organizarem-se pela busca da transformação dessa realidade.

O projeto surgiu da análise das experiências implementadas pela Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil – FEAB, sendo a primeira no final de 1988 e janeiro de 1989, em Dourados (MS), em conjunto com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), agregando, naquele momento, estudantes de agronomia da Superintendência Regional IV da Federação (região Centro-Oeste). Após avaliações e debates, concretizou-se finalmente, em janeiro de 1992, o primeiro projeto em âmbito nacional, realizado em assentamentos rurais dos Estados de Santa Catarina e Paraná. A partir dessa experiência, evidenciou-se a necessidade de que o estágio assumisse um caráter interdisciplinar.

Desde estão, os Estágios de Vivência se multiplicaram por todo o país. Assumiram caráter local ou regional, e em sua maioria, interdisciplinar. Sua construção passa a extrapolar a FEAB atingindo outras Executivas e Federações de Curso, Diretórios Centrais dos Estudantes e Centros e Diretórios Acadêmicos. Teve sua importância reconhecida em várias universidades, chegando a ser institucionalizado em algumas, como é o caso da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde o Estágio de Vivência constitui uma disciplina dentro do currículo de Agronomia.

Muitos grupos de Extensão se formaram a partir da experiência dos Estágios de Vivência, desenvolvendo trabalhos de longo prazo em conjunto com os Assentamentos e Comunidades Rurais. Cabe ainda lembrar, finalmente, que a proposta do Estágio de Vivência da FEAB foi premiada pela UNESCO em 1992, como iniciativa de destaque da juventude Latino-americana.

A partir do ano de 1996, inicia-se a organização dos estágios no Estado de Minas Gerais, quando a FEAB, juntamente com grupos estudantis da UFLA, UFRRJ, UFV e UFES, organizam o 1º Estágio de Vivência em parceria com Pequenos Produtores e com o MST do Estado do Espírito Santo, neste momento, ainda restritos a estudantes de Agronomia. Como proposta final deste estágio, decidiu-se que cada Universidade deveria realizar seu estágio específico e interdisciplinar.

Em meados de 2003, também em Minas Gerais, iniciam então as discussões sobre a realização de um Estágio de Vivência Estadual, que unificasse as experiências das Universidades de Viçosa e Lavras e que fosse capaz de envolver mais universidades nesse processo, apropriando uma metodologia pedagógica dos Movimentos de Luta pela Terra e ousando em dois outros aspectos: a massividade e o internacionalismo. Pelo sucesso dessa iniciativa, no ano de 2005, a experiência teve continuidade com a inserção de outras
entidades estudantis no processo de construção. Novas parcerias foram estabelecidas. O estágio contou com a participação de 127 estudantes, entre estagiários e coordenadores, tendo 27 universidades representadas, tanto a nível estadual, como a nível nacional e contando com a participação de estudantes de 36 cursos diferentes. Além disso, 22 estudantes estrangeiros oriundos de 8 países (Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, México, Peru, Uruguai e Venezuela).

O Rio Grande do Sul vai para a VII edição do EIV em 2016! Nas edições anteriores ocorreram vivências em todas as regiões do Estado, com famílias do MPA (Movimento dos Pequenos Agricultores), do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), do MMC (Movimento das Mulheres Camponesas) e do MAB (Movimento dos Atingidos por Barragens) hospedando estagiários.

Neste ano, por que você não vem fazer parte desta história?

Anúncios

0 Responses to “Sobre o EIV”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: