Depoimento de Anaís Passos, estudante de relações internacionais, ex-estagiária do EIV-RS:

O EIV foi uma experiência intensa em todos os sentidos: político, psicológico, existencial. Acredito que é um desses presentes que ganhamos que a gente carrega pra vida inteira. O EIV é um chamado pra luta; mas, mais do que isso, um convite pro nosso despertar pra humanidade e pra solidariedade, para o companheirismo e coletividade que podem surgir – e que são necessários que surjam – nesse período de crescente individualização e desumanização que enfrentamos. O EIV é uma semente que plantamos no coração de cada pessoa e regamos com muita esperança que ela cresça e contagie os que estão em volta.

Ser estagiária em 2010 foi muito melhor do que ter passado as férias com a família, ter curtido uma praia com os amigos ou mesmo ter ficado na cidade deserta e ociosa. Porque muito mais enriquecedor do que ter tido um tempo para “desestressar” da correria do cotidiano foi ter compartilhado o meu tempo com  pessoas incríveis que não teria a oportunidade de conhecer em outra situação devido às amarras que nos separam conforme o dinheiro que temos no bolso, a cor da nossa pele e o nosso sexo. Acima de tudo, foi uma lição valiosa sobre a funcionalidade da pressa que nos oprime e a necessidade de fazer frente a isso, se organizando para desorganizar, como fala o músico, a insensatez que modela nossas vidas.

Por tudo isso é que digo a você, que está me lendo aí do outro lado do computador, o que está esperando? As inscrições do EIV já começaram. Corra lá para fazer sua inscrição! Prometo que a satisfação, sua e nossa, será garantida.

Dança da Palmeira

Foto das/os estagiárias/os do I EIV-RS!

Depoimento de German Alvarez, estudante de ciências sociais, ex-estagiário do EIV-RS:

Colegas Estudantes do RS,

Sou estudante de Ciências Sociais da UFRGS. Em fevereiro de 2010 estive envolvido numa jornada que talvez tenha sido a mais intensa e profunda da minha vida, o Estágio Interdisciplinar de Vivência do RS. Durante 20 dias estive junto a outros estudantes como eu e a militantes de Movimentos Sociais do Campo construindo conhecimento e experiência da melhor maneira: estudando, refletindo, debatendo e, principalmente, vivendo o rico e conflituoso cotidiano da luta social por direitos e justiça.

Parte dessa jornada passei acampado em São Gabriel com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra, onde pude construir um novo entendimento sobre a Questão Agrária, a possibilidade de transformação pela luta política, a consolidação de uma ética e de uma prática democrática para a vida em comunidade. Imaginem quão mais cabal pode ser a análise de um Movimento Social se a reflexão for aliada ao trabalho duro do campo e da organização do Movimento, fazendo barracos de madeira e lona e pensando estratégias de luta junto a estes homens e a estas mulheres humildes e fortes, que são protagonistas da luta por outra sociedade.

Esta oportunidade de vivência possibilita pensar de maneira concreta a realidade da atual função social da Terra e a da Universidade no Brasil, suas contradições e alternativas de organização que propiciem distribuição da riqueza e um uso mais adequado dos recursos da natureza para o desenvolvimento das sociedades.

A dinâmica do Estágio orienta com disciplina e alegria um impactante programa de aprendizagem e luta que poderá mudar tua percepção sobre política, economia e meio ambiente. Participando do II-EIV RS, estarás participando da História destes Movimentos, compostos por estes guerreiros brasileiros; estarás participando ativamente da tua própria História como estudante, como trabalhador  deste país, deste continente.

p1100608

Foto tirada por German em acampamento do MST, durante sua vivência

Fotos

Organizadores confeccionam crachá do II EIV-RS!

O carinho da comissão organização na construção dos materiais do EIV-RS

Vanderlei instiga @s educand@s com um poema de Bertold Brecht

Vanderlei assessora espaço da etapa de preparação para as vivências

Primeira formatura dos NB's

Leitura de poesias na etapa de socialização das vivências

419194_262424510495895_270457212_n

Taís, estudante de agronomia, encara a Mimosa em sua vivência.

319479_355636217848138_739745157_n

Laura, estudante de pedagogia, em uma Cooperativa do MST

Vivência do estagiário Marcelo, estudante de Direito da UFRGS

Marcelo, estudante de direito, na colheita de feijão com o MPA

0 Responses to “Lembranças do EIV-RS”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: